Contato: (31) 3373-7605

    O que precisa para fazer a adesão ao simples Nacional em 2020?

    O Simples Nacional nada mais é do que uma espécie de regime compartilhado, esse mesmo acaba arrecadando, cobrando e fiscalizando os tributos que são aplicados a todas às microempresas e empresas de pequeno porte. O mesmo arrecada o que está previsto na própria Lei Complementar de nº 123, do dia 14 de dezembro do ano de 2006, além do mais, o mesmo acaba abrangendo a participação de todos os entes federados.

    Além do mais, o Simples Nacional realmente é completamente administrado por uma espécie de Comitê Gestor, sendo que o mesmo é completamente composto por oito integrantes entre os mesmos: quatro da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e dois dos Estados, além do Distrito Federal e mais dois do Município.

    Entenda como aderir ao Simples Nacional em 2020

    Realmente o serviço feito pelo Simples Nacional veio para descomplicar a vida tanto das micro quanto pequenas empresas, sendo que esse acaba sendo o objetivo do próprio regime tributário.

    Sendo assim, o regime já sofreu algumas alterações, conforme os governos foram mudando, sendo que uma das alterações diz respeito à receita bruta anual para as empresas que são participantes do Simples Nacional que passou a ser R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais).

    Lembrando ainda que antes desse regime tributário ser instaurado, então as empresas menores realmente tinham que realizar o pagamento dos impostos federais, municipais e até mesmo estaduais em guias e datas distintas.

    A partir daí, justamente após a criação desse regime tributário, então tanto as micro quanto as pequenas empresas acabaram por conhecer a guia única, sendo que as mesmas acabaram tendo a oportunidade de enfim começar a realizar o pagamento desses mesmos impostos justamente em apenas uma guia, essa mesma que acaba reunindo todos os impostos da empresa em questão.

    Entendendo quais são os tipos de empresas que podem optar pelo Simples Nacional

    Realmente podem ser optantes do Simples Nacional as microempresas (ME) e até mesmo as empresas de pequeno porte (EPP), sendo que caso a empresa tenha percebido que é vantajoso realmente escolher por esse tipo de regime de tributação simplificado, então os mesmos podem solicitar a migração.

    Lembrando, porém, que realmente não são todas as empresas que podem optar por esse regime, sendo que existem alguns requisitos para isso:

    Possui uma receita bruta anual de no máximo 4,8 milhões de reais;

    Todas as empresas participantes não podem ter dívidas com a União ou até mesmo com o INSS;

    Essas empresas devem estar regulares com os cadastros fiscais;

    Essas empresas não podem exercer atividade com serviços financeiros;

    Essas empresas não podem prestar serviços de transportes, porém, há uma exceção para aquelas que trabalham com transporte fluvial;

    Empresas que não importam combustíveis;

    Empresas não podem fabricar veículos;

    Essas empresas não podem ser distribuidoras ou até mesmo geradoras de energia elétrica;

    Aqueles que não realizam a locação de imóveis próprios e que ainda não trabalham com loteamento e incorporação de imóveis;

    Aqueles que não atuam com a cessão ou locação de mão de obra podem ser enquadrados;

    Aquelas empresas que não produzem e não comercializam cigarros e semelhantes, refrigerantes, bebidas, armas, entre outros, podem participar do Simples Nacional;

    Somente podem ser enquadrados aqueles que não possuem sócio no exterior;

    Muitas pessoas questionam se a opção pelo Simples Nacional realmente pode ser efetuada a qualquer momento, no entanto, a resposta é não! É permitida para aquelas empresas em inicio de atividade, ou até mesmo para aqueles que possuam empresas, porém devem fazer isso até o mês de janeiro até o último dia útil.

    Sendo assim, é possível fazer a migração conforme a lei ordena!

    Como aderir ao Simples Nacional?

    Aos que desejam aderir a opção para o Simples Nacional, é importante que façam todo esse processo por meio da própria internet, sendo que o mesmo pode ser feito de forma completa no Portal do Simples Nacional.

    Para fazer isso, a pessoa precisará acessar em Simples serviços à Opção pelo Simples Nacional, o mesmo é irretratável para o ano inteiro do calendário. Sendo assim, aqueles que desejam consultar se são optantes ou não podem fazer isso acessando por completo o Serviço “Consulta Optantes”, sendo que a mesma pode ser feita diretamente no Portal.

    Outra opção, seria procurar por uma assessoria contábil para te ajudar com a cuidar de todas as pendências

    Fechar Menu
    WhatsApp WhatsApp